Arquivo | março, 2011

Mamata

15 mar

É que todos se apoiam! Apoiam-se na mordomia de ser feliz. Pena que o ser feliz não é deles, mas sim de outros, aqueles em que eles se apoiam. Ou se opõem. Felicidade gera felicidade e gera inveja também. E tem gente que não se contenta com o que tem. Ou melhor, não se contenta com o que não tem, mas que insistem em lhe oferecer. A esmola é demais todavia nem tem porquê de desconfiança: ninguém aqui é santo! E daí se vai atrás do que é fácil. O difícil? Deixa pra outra hora… Aqui é terra de ninguém, vamos tudo festejar o que se tem e o que não se tem se pega, se implora, com aqueles olhinhos a piscar e piscar que de tanto ir atrás do que não é seu acaba por perder o pouco que se tem… e não se dá valor!

– Dignidade?? Depois se vai atrás!
É, todos queremos mamar…

Música: Mamãe eu quero mamar
Intérprete: Marcha Jararaca
(M. jararaca e V. Paiva)

Num Instante

14 mar

Se afogou em meus olhos e não quis retomar fôlego
Foi um tremor insepulto
Foi como queda d’água
Foi Outono profundo
Foi rebuliço constante

Silenciou minha mente e tomou meu coração
Quis seguir em frente
Quis dar passos pra trás
Quis consumir o semblante
Quis permanecer e só

Avassalou minha alma e em suplicas me tomou
Já era por completo
Já era indiscreto
Já era fato certo
Já era por querer.

E de repente me levou.
Tão seu eu era,
como por mim se dera.
Foi, quis… já era.

Poesia Pura

14 mar
Pura Poesia

Dia Nacional

14 de março, que belo dia para um retorno hein? Como muitos não sabem, não sabiam, mas agora devem saber devido aos TT (Trending Topics do Twitter), hoje é o dia Nacional da Poesia. Por se tratar de um assunto muito bem cotado a este Blog e que deveria ter singela tão maior importância no Brasil, O Simples Diário criou uma reportagem especial sobre o assunto. Não. Postagens grandes e informativas sem qualquer conteúdo líricos estão longe da essência daqui.
Por isso será só uma breve homenagem…

Você como livro?

Inicialmente as poesias eram cantadas e acompanhadas sempre por uma lira. Foi daí que surgiu o gênero lírico, acompanhado sempre por uma musicalidade sonora. Séculos depois, um grande poeta lírico brasileiro nascia: Castro Alves. Quando? 14 de março.  A data passou a ser considerado o Dia Nacional da poesia. Só temos à agradecer a este grande escritor que inspirou e ainda inspira grande contribuidores de conteúdo cultural. Tantos se espelharam nele, tantos ainda se espelharão, e hoje, fica aqui um grande Obrigado.

“Assim, Poeta, é tua vida imensa,
Cerca-te o gelo, a morte, a indiferença…
E são lavas lá dentro o coração.”
– Castro Alves.

Agora começa o ano

11 mar

Boa tarde a todos.

O Simples Diário iniciou a atividade no final do ano passado e ainda não houve aquela tradicional apresentação por parte do autor. Ok. Gustavo Jakitas, quase 20 anos,  estudante de Marketing, escritor nas horas vagas, apoia o amadorismo. A ideia do blog é ser completamente descontraído e apresentar conteúdos interessantes. Os assuntos abordados variam muito, como já pôde ser visto em sua uma semana de atividade. Agradeço desde já á todos que acompanham ou pretendem acompanhar o blog.

Como todos sabem, o ano só começa depois do carnaval e então, à partir de segunda o Simples Diário retorna com suas atividades normais. Que venha um bom ano, para todos nós. Obrigado pelos comentários e sugestões e espero que eles estejam sempre presentes à medida em que o blog evolua. Afinal, um blog sem leitores não tem finalidade alguma.

Beijos e abraços.

%d blogueiros gostam disto: